História da APFA

A APFA – Associação Pró-Futebol Americano teve sua fundação no ano de 2012 e é atualmente a maior instituição de Flag Football em território brasileiro, representando sobretudo as equipes do estado de São Paulo. 

O Flag Football

Nascido a partir de uma variação do futebol americano convencional, o Flag Football, tem por objetivo avançar territorialmente em direção à meta do campo adversário e anotar o touchdown (pontuação máxima).

Diferentemente do futebol americano que é jogado com equipamentos de proteção, no Flag Football o contato entre os jogadores é limitado. Cada jogador utiliza 2 fitas posicionadas em cada lado da cintura e presas a um cinto. Ao invés de derrubar o jogador que está com a posse de bola, a equipe de defesa deve impedir o avanço do adversário removendo pelo menos uma fita do atacante em posse da bola ou interceptando um lançamento.

Por esse motivo o Flag Football possui uma proposta pedagógica muito boa e diferente de qualquer outro esporte coletivo, sendo uma atividade altamente inclusiva não fazendo restrições quanto à faixa etária, classe social ou biótipo dos participantes.

O Flag Football é praticado predominantemente no estado de São Paulo. Entre 2006 e 2008, a modalidade ganhou destaque na mídia especializada (principalmente na ESPN e Band Sports) devido ao crescimento do número de equipes na cidade. Hoje, São Paulo é o maior polo de Flag Football da América Latina. Ao todo são mais de 30 equipes (disputando o campeonato e em formação) e cerca de 2.000 atletas envolvidos com o esporte no estado.

O Caipira Bowl

No ano de 2010, a modalidade voltou a ganhar destaque em todo o Brasil graças ao trabalho realizado pelas equipes do interior de São Paulo, que criaram o Caipira Bowl, torneio que faz referência à cultura caipira de São Paulo. Este torneio contou com a participação de apenas 5 equipes (Piracicaba Cane Cutters, Avaré Mustangs, Barretos Carcarás, Lençóis Paulista Hawks e São Carlos Warthogs), porém foi um marco importantíssimo na história do esporte. Seu formato promovia não apenas um, mas dois ou mais jogos no mesmo dia, de várias equipes, proporcionando ao público verdadeiros eventos esportivos, momentos de lazer e uma exposição maior ao esporte e suas regras.

Caipira Bowl 2011 - Sorocaba Eagles vs Piracicaba Cane Cutters

Nasce a APFA

Após o sucesso do Caipira Bowl, mais equipes se interessaram pela modalidade e, na demanda por uma organização melhor, as equipes formaram a APFA – Associação Pró-Futebol Americano, que passou a organizar o esporte nas praças de todo o estado de São Paulo. Seu principal torneio, o Campeonato Paulista de Flag, busca repetir a receita de sucesso até hoje, promovendo eventos de futebol americano a cada rodada. Além disso, sua organização se preocupa com os custos de manutenção das equipes, e por essa razão dividiu as disputas entre duas conferências: Caipira (apenas equipes do interior de São Paulo) e Metropolis (apenas equipes da capital paulista e regiões próximas), para que as distâncias percorridas entre os locais de competição sejam minimizados.

O campeonato possui hoje um total de 26 equipes lutando pelo título. Cada conferência, porém, conta com sua própria final e com seu próprio campeão. O último jogo do ano é chamado de Sampa Bowl, cujos campeões de conferência se encontram para decidir quem será o Campeão Paulista daquele ano.

Paulista de Flag Feminino

Com o objetivo de adicionar uma competição que as equipes femininas pudessem disputar mais jogos durante toda a temporada, a APFA trouxe o Flag Football 5×5 Feminina para sua gama de modalidades em 2016.

Diferente do campeonato nacional, a associação optou por focar no lado de desenvolvimento de atletas nas equipes, mudando o número máximo de atletas por partida, dando aos times participantes a opção de poderem formar novas atletas, dando experiência de jogo e melhorando cada vez mais as opções em seu elenco.

Após um início com 6 equipes, as edições seguintes continuaram recebendo sempre novas equipes, e hoje o Campeonato já é considerado o maior estadual da modalidade no Brasil.